blogdobracin

E seguindo na onda do show dos Strokes no Terra, que eu sigo lamentando ter perdido, olha esse vídeo emendando uma turma cantando Last Nite. Produção da MTV. 

Melhor notícia: conheço os dois figuras que “cantam” o solo. 

E que solo foda, né? Até quem tem birra de solo de guitarra deve gostar dele.

Eu reclamei dá agilidade do povo, mas olha aí vídeo e áudio do show dos Strokes no Terra. Cortesia do blog Old Yellow Bricks.

Quer? É só clicar no Julian de boné. (foto do Shin Shikuma/Uol)

Aliás, que blog bom pra quem tá iniciando e quer arrumar umas discografias básicas rápido. 


(imagem: divulgação)

Se desde o anúncio da separação da Kim Gordon e do Thurston Moore já rola uma papo de fim do Sonic Youth, a notícia de um disco solo do Lee Ranaldo vem para praticamente confirmar a história (ou garantir que mais um ano sem novos trabalhos do grupo).

O lançamento do álbúm de Lee está previsto para 20 de março de 2012 e terá participações de nomes como o do atual baterista do Sonic Youth Steve Shelley, o ex-baterista do Sonic Youth Bob Bert, o ex-guitarrista do Sonic Youth Jim O’Rourke e Nels Cline do Wilco. Chamará “Between The Times And The Tides”.

Li a notícia no Consequence Of Sound e gostei da nota por um motivo. O jornalista avisa que este é o primeiro  ”first song-based solo album” dele. Algo que traduzo como o primeiro disco solo dele de canções (ou estou enganado, amigos?). Toda a barulheira solo anterior não valeu? Poxa…

A banda que deve acompanhar Lee em turnê ano que vem é formada por Licht, Shelley e Menkin. Esta formação já estreou ao vivo. Eles se apresentaram abrindo pro Wild Flag no dia do meu aniversário =P (15 de outubro).

Veja o vídeo para a música “Angles”, que deve estar no disco novo. Repare que ele dedica a música a um casal de amigos que anda passando por umas merdas.

Angles - BellHouse, Brooklyn 101511 from L Ranaldo on Vimeo.

Que tal um show quase completo do Nirvana em 1990 mesclando o repertório do primeiro disco e do Nevermind e ainda sem Dave Grohl?

Pois aqui está uma apesentação da banda em Cambridge para um público de 60 a 75 pessoas nestas condições.

01 Live Set by Duane Bruce

No set list:
"School"
“Love Buzz” (Shocking Blue cover)
“Dive” “Scoff”
“About a Girl”
“Spank Thru”
“Breed”
“In Bloom”
"Big Cheese"
"Molly’s Lips" (Vaselines cover)
"Been a Son"
"Stain"
“Negative Creep”
“Blew”
“Stay Away”

Esse é o set-list na integra. A gravação oferecida pelo DJ Duane Bruce, o carinha que faz a introdução do Nirvana neste show, morre depois de “Stain”.

A nota do Blog do site The Boston Phoenix, que trouxe o bootleg a público, afirma que alguns fãs tem essa gravação completa. E bem, é verdade.
No site http://nirvanabootbrasil.blogspot.com dá para baixar a apresentação completa.

Então é conferir no Soundcloud e baixar depois. A versão de “Stay Away”, ainda cantada como “Pay to Play”, é foda

Agora um vídeo decente do rap do Chico pro Criolo. Esquisito, né? 

E meu textinho sobre essa aprovação do Chico rendeu. Até o Ganjaman retwittou. Já leu? Comenta lá.

Ganhar um sim do Chico é mérito ou não?

Mudar o horário de ir pro trabalho dá nessas…

Se a produção ainda não era foda, as letras já eram bem boas nos tempos do Criolo “pré-Nó Na Orelha”.

Dono de uns dos melhores memes do ano, Chico Buarque pode superar ele mesmo se alguém for rápido o bastante para pegar a foto dele com o Criolo e mandar uma legenda com o título deste post. Quem se habilita? 

Brincadeira à parte, depois da citação ao rapper em seu show, esta foto postada no Facebook do Criolo marca de vez a “aprovação” do Chico ao rapper.

Haters gonna hate, mas ganhar um sim do Chico é importante, queira ou não queira. Abraçar o cara e agradecer ou repudiar e desdenhar são dois tipos de postura que entenderia de qualquer um nessa situação. Seriam coisas equivalentes.

Fato é que ambos estariam circulando pelo mesmo radar. Um radar mais amplo. Essa é a conquista. Artistas bons precisam ficar populares e o Criolo ainda não chegou lá. Para isso, fazer bons amigos é um ótimo passo. E isso é bem diferente de puxação de saco e lambeção, coisas que com certeza os críticos vão apontar ao ver a foto. 

No seu “rap” o próprio Chico tratou disso e até inverteu a situação. Foi o Criolo que aceitou ele. 

—————-

E a acendente do rapper não para. Só hoje, além da fotinho, Criolo compartilhou no Face a conquista de 500 mil views do primeiro vídeo de "Não Existe Amor em SP" e o início da pré-venda de um show no Cine Joia em dezembro, que servirá de lançamento para o clipe de “Freguês da Meia-Noite. Por enquanto, é o último show dele em 2011. Tô meio querendo ir. Será foda.

Que 2011 o cara fez.

Já tá batendo saudades de 2011? Não vem me falar que foi ruim.

Terça-feira e você já tá cansado e chateado com a semana? Vem aí o Kasabian reforçar a dose então. Depois do ótimo cover para Lana del Ray, a banda vem com mais uma versão. Dessa vez Beatles do Álbum Branco. Mais uma vez super preguiçosos.

Divulgação de disco é isso aí. 

e foi muito bonito. Logo escrevo um post maior sobre. Deixa só eu atualizar esse blog direito.

Queria ter ido só para escutar essa. Não rolou.

(via Matias)

Quando fiquei sabendo que o Hanson ia tocar no Brasil esse fim de semana fiquei imaginando “será que eles ainda tocam MMMBop?”.

Lógico que sim. A música continua no repertório da banda 14 anos depois. Leu bem, né? 14 anos!

E não vá achando que eles seguem uma onda comeback. Os caras nunca pararam de tocar.

Quer dizer, na verdade eles quase terminaram quando rolou um quebra pau com a gravadora na época de lançar o terceiro disco. A história virou doc., o disco saiu e eles seguem independentes até hoje.

Aqui temos a apresentação deles no Letterman em pedacinhos. Fique à vontade!

Agora o clipe é para valer (e não o teaser).



Se o vídeo de “Helena Beat" já denunciava um aumento da banda, agora é de vez. Os caras estão enormes. Logo começa o papo de "cadê o segundo disco?". Espero muito que eles sigam na boa.